Quem tem medo do Google?


No mês passado o Google lançou (mais) dois novos produtos no mercado, um voltado para a telefonia móvel e outro nos navegadores de internet. Esses dois lançamentos provocaram muito barulho no mercado, alguns chegaram a dizer que o Google estava querendo dominar a internet com o Chrome e agora também o setor de telefonia, com o G1-Android. Mas qual a razão de tanto barulho, principalmente, qual a razão de tanta desconfiança negativa com a empresa?
Na minha forma de ver a principal razão está não nos seus produtos em si, mas na forma como eles são disponibilizados no mercado, ou seja, gratuitamente. Vejamos por parte.
No caso do G1, na verdade o produto em si não é da Google, mas o soft que roda no produto, o Android. O Android vai concorrer diretamente com a gigante Microsoft, a Apple, a RIM, etc, mas de uma forma inusitada, fornecendo gratuitamente seu produto para quem quiser, sem nenhuma cobrança de taxa ou algo parecido! Bem ao estilo Google de ser!
Neste sentido, a empresa entra em choque direto com as demais, pois todas elas cobram pelos seus produtos, daí a gritaria de algumas pessoas. Na medida em que o Google oferece gratuitamente seu Android, o mercado tende a exigir dos demais concorrentes que façam o mesmo ou, pelo menos, reduzam seus preços (e consequentemente seus lucros!). Como o Google vive de propaganda, para ela quanto mais pessoas utilizando seus produtos, melhor.
No Brasil ainda não observamos um crescimento significativo no uso de smartphones e nem no uso do serviço de dados em telefones, não porque não seja interessante ou não tenha demanda, mas simplesmente porque as operadoras cobram tarifas exploradoras. Basta comparar com os demais países. Enquanto no caso do G1, por exemplo, a telefônica parceira cobra US$ 25,00 por acesso ilimitado a internet e a sms, no Brasil eu pago mais de R$ 100,00 para ter direito a 1GB de dados e um número limitado de sms! Isso é um absurdo, e por favor não ponham a culpa só nos impostos, pois fazendo as contas, vemos perfeitamente que se trata de um roubo completo!
Essa é também a razão de ser do seu navegador, o Chrome. Na minha opinião um excelente navegador (só uso ele agora, ao lado do Opera), e ainda vai promover seu próprio aperfeiçoamento para que também seja usado no Android. O Chrome é leve, rápido, limpo e traz algumas ferramentas muito interessantes, como uma barra de favoritos na parte superior da tela muito bem boladas, agilizando o acesso aos sites preferidos. Outro ponto interessante é que ao abrir uma outra aba, aparecem atalhos para os site mais acessados, entre outros detalhes que fazem dele um grande navegador. E ainda está na versão beta!!
Mas como estava dizendo, é por estas e outras razões que o Google inspira tanto medo de alguns. Enquanto oferece produtos e serviços excelentes e gratuitos, os demais cobram (e cobram muito caro) por, no máximo, algo similar.
Abraços!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pequena Introdução ao Desenvolvimento: enfoque interdisciplinar

Porque apoiar políticas de desenvolvimento regional? Idéias sobre alguns dos dilemas atuais do desenvolvimento brasileiro.

Por que as nações fracassam: as origens do poder, da prosperidade e da pobreza