Por onde escoa a riqueza nacional...

Hoje o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada)  divulgou o resultado de uma pesquisa que analisou a distribuição funcional da Renda no Brasil, ou seja, sua divisão e evolução entre as classes sociais e fez alguns comparativos interessantes. Digo interessantes para não dizer o que realmente penso dessa situação!

Segundo o Instituto, tivemos alguns avanços importantes, mas muito tímidos. Primeiro, a renda do trabalho cresceu ao longo dos anos, mas ainda hoje é menos da metada da Renda Nacional. Em outras palavras, os ganhos decorrentes da propriedade ainda são maioria no país, muito embora o número de trabalhadores seja infinitamente maior do que de proprietários dos meios de produção.

Outro ponto fundamental da pesquisa é o levantamente feito demonstrando a evolução dos gastos dos Governos em alguns setores, e é nesse aspecto mora a verdadeira "vergonha nacional" e de todo o descaso e desprezo que se tem com o brasileiro de uma forma geral. 

Do ano 2000 até 2007 os recursos públicos (nossos impostos, taxas, contribuições, etc.) foram destinados, em sua esmagadora maioria para os bolsos de meia dúzia de banqueiros nacionais e internacionais. Mais de UM TRILHÃO DE REAIS (R$ 1.267.000.000.000,00) foram destinados a pagamentos de JUROS, enquanto a SAÚDE teve R$ 310 BILHÕES, a EDUCAÇÃO ficou com pouco mais de R$ 140 BILHÕES e os INVESTIMENTOS com R$ 98 BILHÕES!!!

Em outras palavras, o Brasil pagou 8 vezes mais juros do que com os gastos em saúde, educação e investimentos! Essa é a verdadeira razão de todas as mazelas que o país passa. Enquanto tivermos governantes (e seus parasitas) aceitando passivamente que boa parte da riqueza nacional seja drenada para alguns magnatas internacionais e nacionais, continuaremos a presenciar esgotos a céu aberto, favelas, meninos e meninas de rua...

Isso é um país de m......................

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porque apoiar políticas de desenvolvimento regional? Idéias sobre alguns dos dilemas atuais do desenvolvimento brasileiro.

Pequena Introdução ao Desenvolvimento: enfoque interdisciplinar

Por que as nações fracassam: as origens do poder, da prosperidade e da pobreza