Novo UBUNTU 9.10 KK liberado!!


Para quem não conhece, o UBUNTU é a versão Linux mais fácil de usar (e por isso mesmo a mais popular) disponível no mercado. Certamente, entre tantas distribuições, é que possui as melhores condições para aquela pessoa que está disposta a substituir seu "bom E VELHO" Windows por uma versão segura, rápida e fácil de usar do Linux. Digo isso de experiência própria, pois, como todo mundo, iniciei minha vida na informática com o windows, mas agora não abro mão do UBUNTU no meu uso pessoal.

Nessa nova versão, que acabei de instalar em um Netbook, no caso a versão que estou usando é uma feita especialmente para esses tipos de computadores, a UBUNTU NETBOOK REMIX (UNR), está muito melhor do que a versão anterior. No momento que instalei, reconheceu todos os recursos do Asus 1000H, inclusive os atalhos nativos do aparelho. Isso me deixou muito satisfeito e até surpreso, já que o sistema não foi desenvolvido especificamente para este aparelho, mas para todo e qualquer tipo de Netbook do mercado.

Ainda falando sobre minha experiência, o meu Asus, como muitos outros, veio de fábrica com o Windows XP. Ora, o XP é um sistema muito antigo, feito na década de 1990 e pegá-lo e simplesmente instalar num aparelho como os Netbooks não poderia gerar algo muito bom. Com o windows, o Asus se mostrava sempre lento, com a nítida impressão que as duas coisas não foram feitas um para o outro. Mas, no momento que tirei o UNR, a situação mudou significativamente, pois com o sistema feito especificamente para esse tipo de aparelho, pode tirar muito mais do equipamento, deixando-o muito mais ágil e de melhor uso.

Bem, essa foi apenas uma primeira impressão. Ao longo das semanas coloco aqui outras informações dessa nova versão do UBUNTU!!

Abraços a todos e boa leitura!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porque apoiar políticas de desenvolvimento regional? Idéias sobre alguns dos dilemas atuais do desenvolvimento brasileiro.

Pequena Introdução ao Desenvolvimento: enfoque interdisciplinar

Por que as nações fracassam: as origens do poder, da prosperidade e da pobreza