Petrobras e o software livre


Hoje a Petrobras divulgou através do twitter @blogpetrobras e do seu blog http://www.blogspetrobras.com.br/fatosedados/ que iniciaram neste mês de março a transição do software de escritório proprietário do windows, o Pacote Office, para o software livre BrOffice nos 90 mil computadores da empresa.


Esta não é a primeira decisão da Petrobras em favor da adoção do software livre. A empresa já usa como navegador padrão da internet o Mozilla Firefox no lugar no navegador do windows, o Internet Explorer.


Segundo a companhia, a decisão pelo software livre tem como base três critérios fundamentais, que são: a) Econômico -  a economia de recursos financeiros, já que não necessitam de pagamento para uso, liberando recursos anteriormente gastos com licenciamos para outras ações na empresa; b) Segurança - como sistemas livres, aumenta a segurança das informações da companhia e; c) Político - alinha-se a política governamental de estimular o software livre e se torna independente do monopólio do sistema anterior.

Quando uma empresa do tamanho e importância como a Petrobras toma uma decisão dessa magnitude, as consequências ultrapassam os muros da empresa. Ou seja, presume-se a partir de agora um grande movimento em prol do software livre, nem que seja inicialmente no pacote do BrOffice, onde mais e mais pessoas serão estimuladas a conhecer esse modelo de software, podendo, inclusive, despertar o interesse para outros softwares livres e, (como é desejo desse editor), substituir o sistema proprietário pelo sistema operacional livre, o Linux.

Mais do que uma questão econômica relevante, a substituição de sistemas proprietários por sistemas livres têm importância política ainda maior. Na medida em que ocorre essa migração, cria-se uma massa de conhecimento na própria sociedade que, de outro modo, estaria restrita a esta ou àquela empresa. Cria-se no Brasil, a partir de agora, a possibilidade concreta de desenvolvimento tecnológico, onde ainda mais programas livres poderão estar a disposição da sociedade brasileira.


Bem, essas são algumas considerações iniciais. O tema é muito estimulante e demanda mais espaço e tempo de debate. Espero ter contribuído nessa discussão. 

Boa leitura e fiquem a vontade para debater!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pequena Introdução ao Desenvolvimento: enfoque interdisciplinar

Porque apoiar políticas de desenvolvimento regional? Idéias sobre alguns dos dilemas atuais do desenvolvimento brasileiro.

Por que as nações fracassam: as origens do poder, da prosperidade e da pobreza