Urgente: você precisa saber!

Não adianta espalhar boato: saúde de Dilma é excelente

Tem gente dizendo por ai, e espalhando por e-mail, que Dilma Rousseff está “terrivelmente doente” e que não poderá governar caso seja eleita. Um boletim médico divulgado pelo Hospital Sírio-Libanês em 18 de agosto deste ano, assinado pelos doutores Roberto Kalil Filho, Yana Novis e Paulo Hoff atestou, porém, que o estado de saúde da candidata é considerado “excelente”.
Em setembro de 2009, a mesma equipe médica já havia informado que a candidata estava “livre de qualquer evidência de linfoma“. No ano passado, Dilma detectou um câncer no sistema linfático em estágio inicial de desenvolvimento, submeteu-se a tratamento durante quatro meses e está completamente restabelecida.
A notícia sobre a recuperação de Dilma foi amplamente divulgada pela mídia.

E-mail com falso texto de Marina circula pela rede

Um texto supostamente assinado por Marina Silva em apoio a Serra começou a invadir caixas de e-mails por aí. O boato é tão insustentável quanto as propostas de Serra para o meio ambiente.
A mensagem diz que, após analisar planos de governo e realizar de reuniões com a diretoria do partido, a ex-candidata à presidência pelo Partido Verde (PV) teria chegado à conclusão de que a proposta de Serra é a “que mais se aproxima dos anseios do povo brasileiro”.
Vejamos:
Neste segundo turno, Marina e o PV já anunciaram oficialmente que adotarão postura neutra e que, portanto, não apoiarão ninguém.
Marina foi do PT durante 30 anos e compôs a equipe ministerial de Lula e Dilma durante cinco anos. Quando se desfiliou para poder candidatar-se pela legenda verde, afirmou que a atitude não significava rompimento com as pessoas do partido e refutou a tese de teria deixado o PT por divergências com a candidata Dilma Rousseff.
Marina analisou, sim, os planos de governo de cada candidato neste segundo turno. Tanto é verdade que, neste mês, ela afirmou a uma rádio gaúcha que Dilma “se identifica um pouco mais com propostas verdes” do que Serra. Em várias ocasiões, Dilma apresentoupropostas concretas para a questão ambiental.
Neste 2o turno, ambientalistas, integrantes do PV e apoiadores de Marina Silva promoveram ato com Dilma em Brasília, onde entregaram o “Manifesto Marineiros com Dilma”. No documento, eles afirmam que a resposta oferecida por Dilma ao documento enviado por Marina às duas candidaturas que disputam o segundo turno foi a que mais se aproximou de suas propostas, “o que nutre expectativas de que Dilma poderá incorporar em seu governo vários dos compromissos da agenda socioambiental que defendemos”.
Marina, terceira colocada no primeiro turno das eleições, tem grande legitimidade junto ao eleitorado brasileiro e sempre agiu com coerência ao longo de sua trajetória política. Por que abriria mão disso agora?
Esaplhe a verdade!

Empréstimo do Banco Mundial para Bolsa Família reforça programa


É preciso esclarecer o e-mail maldoso que circula na internet sobre o empréstimo aprovado pelo Banco Mundial (Bird) para o programa Bolsa Família, de que o dinheiro seria utilizado para “pagar compra de votos”.
Conforme divulgado pelo Bird, a linha de financiamento, no valor de US$ 200 milhões, visa o fortalecimento do Bolsa Família em uma série de ações. Entre elas, o controle nas áreas de cadastramento de beneficiários, a gestão de benefícios e o acompanhamento das condicionalidades (os compromissos assumidos tanto pelas famílias beneficiárias do Bolsa Família quanto pelo poder público para ampliar o acesso dessas famílias a seus direitos sociais básicos).
Desde 2003, o país tem feito progressos significativos na redução da pobreza, sendo reconhecido inclusive pelo Bird: “O Bolsa Família se revelou fundamental como uma importante rede de proteção para reduzir o impacto sobre os pobres dos aumentos nos alimentos e no petróleo, e mais recentemente da crise financeira e recessão global”, relatou, em nota.
apoio financeiro do organismo a programas sociais brasileiros não é uma novidade, nem apenas conquista do governo federal. Neste mês, o Bird aprovou um financiamento adicional de US$ 112,91 milhões para o estado de São Paulo, em apoio ao Projeto de Trens e Sinalização da rede de trens urbanos e metrô da Região Metropolitana.
Em sete anos, o Bolsa Família investiu R$ 60 bilhões, conseguindo reduzir a pobreza. Mais de 12 milhões de famílias são atendidas pelo Programa. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, desde que foi implementado, em 2003, o consumo de carne dessas famílias aumentou em 65% e as crianças passaram a frequentar mais a escola, uma das condicionalidades do programa.
Em agosto do ano passado, a rede britânica BBC exibiu um documentário chamado “Cash in Hand” (“Dinheiro na mão”), que debate o papel dos programas de redução da pobreza no mundo, incluindo o Brasil.
Espalhe a verdade!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pequena Introdução ao Desenvolvimento: enfoque interdisciplinar

Por que as nações fracassam: as origens do poder, da prosperidade e da pobreza

Porque apoiar políticas de desenvolvimento regional? Idéias sobre alguns dos dilemas atuais do desenvolvimento brasileiro.