Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

A "bolha" inflacionária estourou e ninguém percebeu?

Imagem
O gráfico acima mostra o comportamento da inflação, através do IPCA, medida pelo IBGE, no período de julho de 2010 até julho de 2011. Observe que ela sai de um nível de inflação baixo, em julho de 2010, atinge um pico em janeiro de 2011 e retoma a trajetória decrescente a partir de abril.

Mas, porque trouxe esse gráfico ao blog? Simples, por uma única razão. Quando a inflação estava mais elevada, esse era o ÚNICO assunto da grande imprensa brasileira. Todos os "especialistas" da tv, jornais, revistas e afins só falavam nisso o tempo inteiro, com o ar natural de fim de mundo.

Pois bem, agora que a inflação voltou ao seu nível baixo, já que tratava nitidamente de uma sazonalidade, a grande imprensa "esqueceu" de mostrar para os brasileiros que tudo está como antes, ou seja, não existe "bolha", risco, alarme, terror de uma retomada da "superhipermaximegainflação" como eles gostariam tanto de ver.

Bem gente, é isso.

Conselho de sempre: analise bem …

“Bolha de crédito”: o novo fantasma

Publicado originalmente no blog do Altamiro Borges


A oligarquia financeira mundial, com apoio da mídia rentista, não dorme no ponto. Ela quer manter os seus rendimentos na estratosfera – e dane-se o povo! Diante de qualquer risco, ela apela ao terrorismo retórico. Descontente com o que considera “medidas suaves” de aperto monetário e fiscal dos “heterodoxos” do governo Dilma Rousseff, ela intensifica a pressão e cria fantasmas para assustar os mais incautos.

Discurso terrorista

Desde final do ano passado, as manchetes dos jornais e os “calunistas” da televisão anunciam a “explosão” da inflação. Sem explicar os reais motivos da alta dos preços – que decorre principalmente da especulação das multinacionais com as commodities e, por isso, atinge vários países (e não só o Brasil) –, os rentistas exigem aumento dos juros e cortes no Orçamento. O BC se curva; mas os banqueiros querem mais.

Agora, diante da constatação de que a “explosão inflacionária” era puro terrorismo – a inflação recuou nas…